A História Da Ginástica Artística

A História Da Ginástica Artística

A ginástica é a união perfeita entre atletismo e estética, é a disciplina olímpica mais antiga e um dos esportes mais espetaculares. A ginástica artística é uma atividade de auto-motivação em que os artistas colocam as partes do corpo em movimentos e posições diferentes. Esta disciplina se desenvolveu ao longo dos séculos e, hoje, a categoria e a graça dos movimentos são mais importantes em uma rotina artística.

Ginástica na antiguidade

As origens da ginástica remontam à Grécia antiga, como mencionado pelos grandes autores antigos, como Aristóteles, Platão e Homero. A palavra "ginástica" vem de "gymnos", uma palavra grega que significa "nua" porque os primeiros ginastas competiram sem roupas. Os antigos gregos e romanos costumavam ir ao "ginásio" para exercer seus corpos e satisfazer suas mentes com atividades culturais, como música e filosofia.

Ginástica hoje

O termo "ginástica artística" apareceu no início do século XIX, e se distinguiu das técnicas de estilo de livre movimento com técnicas de treinamento militar. Durante o século XX, a ginástica artística floresceu em clubes esportivos em toda a Europa, que inicialmente incluiu levantamento de peso, balanço e natação. A ginástica é uma disciplina oficial dos Jogos Olímpicos modernos desde 1896, e desde então os participantes se esforçam para alcançar a perfeição em suas rotinas; como, por exemplo, a romena Nadia Comaneci, que aos 14 anos de idade foi a primeira a obter uma pontuação perfeita de 10, ganhando 3 medalhas de ouro nas Olimpíadas de Montreal em 1976.

Ginástica artística feminina

As mulheres atuam em 4 modalidades em competições de ginástica artística. Estes são: salto de potro, barras assimétricas, feixe de equilíbrio e tapete de exercícios no chão. O salto do potro é o mesmo para homens e mulheres. Para se qualificar no final desta modalidade, os ginastas devem realizar dois saltos e seus resultados são calculados como média. As barras assimétricas requerem movimento e rolamento contínuos, e esses movimentos devem ser incluídos acima e abaixo das barras. A rotina das barras assimétricas termina com uma pirueta espetacular. A rotina no feixe de equilíbrio é uma fusão artística de saltos, acrobacias e equilíbrio em posições sentadas, de pé ou deitada. Os saltos são espetaculares, e o tempo máximo na barra é de 1 minuto e meio. O exercício do chão combina movimentos de dança com elementos acrobáticos e é acompanhado por música.

Ginástica artística masculina

Os homens competem em 6 modalidades. Estes são: tapete de exercícios de chão, cavalete com arcos, anéis, salto do potro, barras paralelas e barra fixa.O exercício do piso tem que combinar equilíbrio e flexibilidade e inclui movimentos como: saltos, voltas e golpes. A ginasta tem que usar toda a superfície. A rotina do cavalete com arcos é uma série de movimentos pendulares e circulares, de tesoura e movimentos circulares feitos com ambas as pernas. Para a rotina dos anéis, a ginasta demonstra equilíbrio e força ao realizar uma variedade de movimentos. A rotina de salto deve demonstrar sua grande capacidade de rotação e controle adequado ao pousar. As barras paralelas requerem os mesmos movimentos que os anéis, tanto abaixo quanto acima das barras. Para o seu desempenho na barra fixa, o ginasta realiza uma variedade de movimentos balançando sem tocar na barra com o corpo.

As competições mais importantes

Os ginastas competem em torneios nacionais e internacionais e em diferentes campeonatos todos os anos. O Campeonato Mundial de Ginástica Artística é realizado anualmente desde 1903, exceto quando os Jogos Olímpicos de Verão são realizados. Estes são realizados a cada 4 anos, e a ginástica artística é um dos esportes mais populares da competição. As federações nacionais de ginástica organizam anualmente campeonatos continentais e nacionais.

Vídeo Tutorial: História da Ginástica (Parte 1).

Como Este? Compartilhe Com Seus Amigos: